Comportamento de Métodos para Determinação de Proteínas Totais em Urina: Análise Baseada em Resultados de Ensaio de Proficiência

Comportamento de Métodos para Determinação de Proteínas Totais em Urina: Análise Baseada em Resultados de Ensaio de Proficiência

Rodrigo Doellinger, Vinicius Biasoli e Vinícius Dias

O desenvolvimento de metodologias para a determinação de proteínas tem adquirido importância em várias áreas do conhecimento como em análises clínicas e patologia clínica, favorecendo o diagnóstico de doenças associadas a alterações da sua concentração no corpo.

Vários métodos podem ser empregados em reagentes comerciais disponíveis no mercado (Cloreto de benzetônio, Biureto, Bradford, Violeta de Pirocatenol e Vermelho de Pirogalol) e os produzidos pelo próprio laboratório, conhecidos como in house (Ácido Tricoroacético e Ácido Sulfosalocílico). Estes reagentes, no ambiente laboratorial, são aplicados em amostras de pacientes para matrizes de plasma sanguíneo, líquor, urina etc.

Existem ainda, peculiaridades técnicas que restringem o uso de algumas metodologias a determinados tipos de amostras (matrizes). Além disso, substâncias atuam como interferentes e alteram o resultado das dosagens. No caso da dosagem de proteínas em urina, pode-se citar os carboidratos e lipídios que se associam a alguns tipos de proteínas e interferem na reação.

Veja também

Assine nossa newsletter

Receba publicações relevantes sobre laboratório e soluções para 
gestão da qualidade.

ENTRAR
AVISO DE COOKIES

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, possibilitando uma navegação mais personalizada, de acordo com as características e o seu interesse.

Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade e Segurança.

PRM 0009

Acreditação Cgcre/Inmetro - Produtor de Material de Referência Certificado

A Controllab é acreditada como Produtor de Material de Referência Certificado (MRC) desde 2016 pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE), do Inmetro, sob o n.º PMR 0009. A avaliação dessa conformidade é realizada conforme os requisitos estabelecidos nas normas ABNT NBR ISO 17034 e Inmetro, garantindo assim a competência para a produção dos MRC, conforme Escopo de Acreditação.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em produzir MRC, conforme requisitos internacionais e a habilita para ser reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo, estreitando as barreiras técnicas entre o Brasil e os outros países dos Continentes.

PEP 0003

Acreditação Cgcre/Inmetro - Laboratório de Controle

Em setembro de 2011, a Controllab foi acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro como provedor de ensaio de proficiência, sob o nºPEP0003. Inicialmente dentro de um projeto piloto do Inmetro, esta acreditação baseou-se na ILAC G13: 2007 e incluiu diversos ensaios clínicos e de hemoterapia. Nas avaliações periódicas desta acreditação novos segmentos e ensaios são incluídos e a avaliação passa a ser conduzida segundo a ABNT NBR ISO/IEC 17043.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em desenvolver e conduzir ensaios de proficiência conforme requisitos internacionais e a habilita reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo firmados pelo Brasil no Mercosul, Américas e Europa.