Integração trouxe ganhos para empresa desenvolvedora de LIS e seus clientes, na avaliação de seu diretor comercial

Da direita para a esquerda: Durval Belém, Alex de Araújo, Wander Tavares, Sheila de Souza e Thalma de Oliveira.
Da direita para a esquerda: Durval Belém, Alex de Araújo, Wander Tavares, Sheila de Souza e Thalma de Oliveira.

Participantes do Programa de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais (PBIL) - uma ferramenta de gestão que quantifica o desempenho do laboratório e o compara com o mercado – podem ter que enfrentar desafios durante o processo até decidir qual informação priorizar. Essa tarefa se torna bem mais simples quando algumas etapas são automatizadas - como a coleta padronizada de dados.

Como facilitadoras desse processo, estão as empresas desenvolvedoras de sistemas de informação laboratorial (LIS) que já integraram o software de gestão dos seus clientes ao programa de indicadores. Tornam-se assim parceiras do PBIL, programa conduzido pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e a Controllab. É o caso da Karyon Consultoria em Informática, que já integrou 16 indicadores ao seu sistema de gestão Bioslab. Localizada no Rio de Janeiro, a Karyon tem entre clientes instituições públicas e privadas, laboratórios hospitalares e ambulatoriais de médio e grande porte.

Essa integração traz mais agilidade nos processos e confiabilidade porque elimina erros que poderiam ocorrer em etapas como a de digitação dos dados no programa. O PBIL integrado proporciona mais tempo e permite que os esforços sejam direcionados para a análise do benchmarking e para ações que serão necessárias após a comparação.

Essa avaliação é confirmada pela responsável técnica do laboratório Pinheiro Machado, Mabel Emilião Peixoto, usuária do Programa de Indicadores integrado ao Bioslab da Karyon. “A integração do programa de indicadores ao sistema do laboratório facilitou a imputação de dados, que agora é feita diretamente. Isso nos dá a certeza de relatórios mais fidedignos. Antes, o processo era manual, havia o risco de perder alguma informação”, lembra Mabel Peixoto, para quem o interfaceamento não só facilitou a rotina como trouxe ganho de tempo para análise e gestão. De médio porte, o Pinheiro Machado realiza cerca de 55 mil exames por mês e, ainda de acordo com a responsável técnica, tem se beneficiado do PBIL para melhorar a gestão, a rastreabilidade do processo, reduzir custos, qualificar profissionais e proporcionar uma avaliação comparativa do mercado. “Os relatórios nos mostram visualmente onde precisamos melhorar financeira e tecnicamente”, conclui.

A parceria entre o PBIL e as empresas de LIS, na avaliação de Durval Belém, diretor-comercial da Karyon, trouxe também um grande ganho para sua empresa: “O maior benefício alcançado pela Karyon foi o de proporcionar aos nossos clientes uma análise comparativa da eficiência do laboratório nesse mercado cada vez mais competitivo”, destaca ele.

"Imaginemos um exemplo hipotético de um laboratório que realiza 80 mil exames mês com 8 funcionários em sua área técnica. Esse laboratório é eficiente? 10 mil exames/mês por funcionário é um número satisfatório? Essa pergunta é um exemplo bem representativo do escopo do que o PBIL se propõe a responder. De posse das informações alimentadas pela Karyon no PBIL, o gestor do laboratório terá um diagnóstico claro de seus pontos fortes e fracos para dedicar esforços nos processos importantes e aumentar a eficiência de seu laboratório", exemplifica o diretor comercial da Karyon.

Para ajudar os usuários a terem cada vez mais conhecimento sobre o desempenho dos seus processos, o diretor executivo da Karyon, Wander Tavares, incluiu nas estratégias da empresa a disponibilização do PBIL integrado até janeiro de 2020 para todos os laboratórios do sistema de gestão Bioslab. Ciente da importância que as informações do benchmarking proporcionam à rotina, planeja integrar novos indicadores trimestralmente, até que o escopo dos indicadores esteja amplamente coberto pela automação da coleta dos dados para promover a melhoria contínua dos seus clientes.

Rafael Lopes, da equipe Controllab, palestrando para o público do workshop.
Rafael Lopes, da equipe Controllab, palestrando para o público do workshop.

A empresa realizou no dia 6 de dezembro um workshop no auditório da SBPC/ML, no Rio, que teve o PBIL e a integração com o sistema laboratorial como um dos temas. “O intuito foi apresentar as oportunidades que a parceria Karyon/SBPC/Controllab está trazendo para os laboratórios, satisfazendo dessa forma o que é para nós um grande objetivo: inovação e tecnologia a serviço de nossos clientes”, comenta Durval Belém.

Participaram do encontro mais de 70 representantes dos principais laboratórios do Rio de Janeiro, entre gestores e profissionais estratégicos. O dia foi dedicado às boas práticas das principais ferramentas do controle de qualidade e como o LIS maximiza a informação para o benefício da rotina. A aplicação dessas ferramentas foi mostrada de forma prática, com apresentação de casos reais. Em um momento de interação, os participantes ressaltaram a importância do evento para a atualização do conhecimento.

As parcerias com empresas de LIS começaram a ser firmadas em 2018, quando os CEOs das principais desenvolvedoras se comprometeram a simplificar a coleta de dados. Neste ano, as empresas que realizaram as ações alinhadas em 2018 foram reconhecidas como parceiras do PBIL e contaram com o apoio da SBPC/ML e da Controllab para continuar a expansão dos indicadores integrados que são disponibilizados aos laboratórios.

Criado há 13 anos, o PBIL teve em 2016 o escopo de indicadores aumentado – hoje são 150 - e passou por reformulações para permitir a comparação dos dados também internacionalmente. O programa compara as melhores práticas por meio de indicadores que possibilitam ao gestor monitorar o desempenho do seu negócio, avaliar pontos fortes e fracos, desenvolver estratégias e melhorar resultados operacionais.

Informações sobre como participar do Programa de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais podem ser obtidas diretamente com a Controllab: contato@controllab.com ou + 55 21 3891-9900.


COMPARTILHE

  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • WhatsApp
  • E-mail

Como podemos te ajudar?