Devido ao incremento de confiabilidade das análises, a implantação do Controle Interno tornou-se requisito mínimo para o funcionamento de laboratórios segundo as BPLCs, exigência em processos de Acreditação e obrigatório para laboratórios que atendem à hemoterapia pela Resolução MS/RDC nº 153/2004.
Provenientes do controle externo, esses controles são adquiridos conjuntamente e fornecidos regularmente com os materiais de proficiência.