Soluções para análises de Coagulação

Os resultados de coagulação sofrem grande influência das variáveis pré-analíticas, principalmente da coleta do sangue, seguida do tempo entre a coleta e a realização do exame. Ter um controle de qualidade laboratorial adequado é fundamental para liberar resultados com a maior confiabilidade possível.

O Ensaio de Proficiência (EP) e o Controle Interno (CI) têm funções complementares; juntos, têm o propósito central de identificar a presença de possíveis erros analíticos, possibilitando ao laboratório a implantação de ações para eliminar as causas dos mesmos. O ensaio de proficiência realiza um acompanhamento das tendências dos processos (inexatidão), comumente relacionadas a características de linearidade, especificidade, sensibilidade, interferentes e calibração.

O controle interno é realizado em conjunto com a rotina de análise de amostras dos pacientes, para validar os resultados produzidos após identificar que o sistema analítico está operando dentro dos limites de tolerância pré-definidos, especialmente a precisão do processo (reprodutibilidade).

Esses benefícios são proporcionados nos programas de controle da qualidade laboratorial da Controllab. Entre eles, destaca-se a Coagulação. São controles com uma extensa abrangência analítica, conforme as tabelas no final da página.

Os programas de EP seguem os critérios da ABNT NBR ISO/IEC 17043 e a Controllab é acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre/Inmetro), sob o n.º PEP 0003, de acordo com o escopo publicado em http://www.inmetro.gov.br/credenciamento/acre_prod_ep.asp

Os programas de CI da Controllab são considerados controles de terceira opinião. Os materiais possuem valoração interlaboratorial em diferentes sistemas e proporcionam ao laboratório detectar variações mais sensíveis, que não são percebidas nos controles dos fabricantes do sistema analítico.

Ao aderir aos CIs, o laboratório tem acesso imediato ao CI ONLINE, a gestão completa dos controles internos de qualidade.

Ensaio de Proficiência

AnalitosCoagulação ICoagulação IICoagulação IIICoagulação IVCoagulação V
Anticoagulante Lúpico – DRVVT     
Antiplasmina     
Anti-Protrombina IgG     
Anti-Protrombina IgM     
Antitrombina III (AT III)     
Atividade Cofator da Ristocetina     
Cofator II da Heparina – atividade     
Fator de von willebrand (vWF) – antígeno     
Fator de von willebrand (vWF) – multímeros     
Fator II     
Fator IX     
Fator V     
Fator VII     
Fator VIII     
Fator X     
Fator XI     
Fator XII     
Fator XIII     
Fator XIII (Qualitativo para Deficiência Grave)     
Fibrinogênio Funcional     
Fibrinogênio Imunológico     
Inibidor de Fator IX     
Inibidor de Fator VII     
Inibidor de Fator VIII     
Inibidor Tecidual do Plasminogênio     
Plasminogênio     
Pré-Calicreína     
Proteína C – antígeno     
Proteína C ativada – resistência     
Proteína C funcional     
Proteína S funcional     
Proteína S Livre     
Proteína S Total     
Tempo de Coagulação Ativado (TCA)     
Tempo de Protrombina (TP) – atividade     
Tempo de Protrombina (TP) – INR     
Tempo de Protrombina (TP) – tempo     
Tempo de Reptilase     
Tempo de Trombina (TT)     
Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado (TTPa) – rel. amostra/padrão     
Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado (TTPa) – tempo     
Vitamina K     

Materiais:
Plasma humano liofilizado
Quantidade: 3 itens de ensaio por rodada – 12 itens/ano

coagulacao materiais ep

Controle Interno

Antitrombina III (AT III)
Atividade Cofator da Ristocetina
Fator de von willebrand (vWF) – antígeno
Fator II
Fator IX
Fator V
Fator VII
Fator VIII
Fator X
Fator XI
Fator XII
Fator XIII
Fibrinogênio
Proteína C funcional
Proteína S funcional
Proteína S Livre
Tempo de Coagulação Ativado (TCA)
Tempo de Protrombina (TP) – atividade
Tempo de Protrombina (TP) – INR
Tempo de Protrombina (TP) – tempo
Tempo de Trombina (TT)
Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado (TTPa) – rel. amostra/padrão
Tempo de Tromboplastina Parcial Ativado (TTPa) – tempo

Materiais:
Coagulação – 2 níveis x 5 itens x 1,0mL ou 2 níveis x 1 item x 1,0m

coagulacao materiais ci

Assine nossa newsletter

Receba publicações relevantes sobre laboratório e soluções para 
gestão da qualidade.

ENTRAR

acesso ao sitema

Estamos enfrentando alguns problemas de acesso ao sistema, pedimos a compreensão de todos. Tente novamente em alguns minutos.

AVISO DE COOKIES

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, possibilitando uma navegação mais personalizada, de acordo com as características e o seu interesse.

Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade e Segurança.

PRM 0009

Acreditação Cgcre/Inmetro - Produtor de Material de Referência Certificado

A Controllab é acreditada como Produtor de Material de Referência Certificado (MRC) desde 2016 pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE), do Inmetro, sob o n.º PMR 0009. A avaliação dessa conformidade é realizada conforme os requisitos estabelecidos nas normas ABNT NBR ISO 17034 e Inmetro, garantindo assim a competência para a produção dos MRC, conforme Escopo de Acreditação.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em produzir MRC, conforme requisitos internacionais e a habilita para ser reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo, estreitando as barreiras técnicas entre o Brasil e os outros países dos Continentes.

CAL 0214

Acreditação Cgcre/Inmetro - Laboratório de Calibração

Em dezembro de 2002, o Laboratório de Calibração foi acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro. Com esse reconhecimento, tornou-se parte integrante da rede brasileira de laboratórios acreditados, sob o nº214. Desde então, é avaliado periodicamente para a manutenção e/ou extensão da acreditação.

O selo do Inmetro atesta competência técnica, credibilidade e capacidade operacional da Controllab para os serviços de calibração, conforme requisitos da ABNT NBR ISO/IEC 17025.

PEP 0003

Acreditação Cgcre/Inmetro - Laboratório de Controle

Em setembro de 2011, a Controllab foi acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro como provedor de ensaio de proficiência, sob o nºPEP0003. Inicialmente dentro de um projeto piloto do Inmetro, esta acreditação baseou-se na ILAC G13: 2007 e incluiu diversos ensaios clínicos e de hemoterapia. Nas avaliações periódicas desta acreditação novos segmentos e ensaios são incluídos e a avaliação passa a ser conduzida segundo a ABNT NBR ISO/IEC 17043.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em desenvolver e conduzir ensaios de proficiência conforme requisitos internacionais e a habilita reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo firmados pelo Brasil no Mercosul, Américas e Europa.