VI Congresso de Ciência e Tecnologia celebrará os 20 anos do Consenso Brasileiro de FAN HEp-2

Especialistas abordarão dos conteúdos históricos às últimas recomendações do Consenso Brasileiro de Fan-HEp2 no 6º Congresso de Ciência e Tecnologia.

Entre os dias 20 a 23 de outubro, o 6º Congresso de Ciência e Tecnologia abordará o tema “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”. Na programação do evento, que será online, acontecem fóruns, seminários, exposições virtuais, maratonas, conferências, olimpíadas, entre outras ações transmitidas pela Plataforma Microsoft Teams, pelo Facebook e pelo YouTube.

No dia 22 de outubro, às 18 h, acontecerá uma programação dedicada aos 20 anos do Consenso Brasileiro de Fan-HEp2, que será transmitida pelo canal do Youtube. A abertura e conferência abordarão as incertezas na definição do padrão da Imunofluorescência Indireta em células HEp-2.

Em seguida, um grupo de especialistas fará uma perspectiva histórica, seguida de um brainstorm sobre o consenso brasileiro de FAN HEp-2. A programação dedicada ao tema será encerrada com as últimas recomendações de pesquisa de autoanticorpos por IFI HEp-2 e perspectivas.

Dr. Wilson de Melo Cruvinel, especialista da área e palestrante do evento, faz um resumo histórico da contribuição do consenso brasileiro para o setor de diagnósticos: “A partir da década de 70 teve início a utilização do teste de FAN HEp-2 para triagem de autoanticorpos em doenças autoimunes. Desde então, vários padrões vêm sendo reconhecidos, demandando dos laboratórios aprimorada capacidade técnica para atualizar-se, identificar e classificar os padrões. Até o final dos anos 90, apesar de muitos padrões descritos, permaneciam problemas relacionados ao teste que geravam grandes dificuldades. Por exemplo: a nomenclatura dos padrões, que era muito heterogênea; não havia critérios de leitura das lâminas; os padrões não eram classificados por grupos e não havia guias de interpretação. Havia poucas associações clínicas, pouco material didático disponível, ausência de parâmetros de qualidade, entre outras limitações. Estimulado durante o congresso brasileiro de Patologia Clínica no ano de 1993, o Prof. Paulo Luiz Carvalho Francescantonio, a partir de então, reuniu um grupo com grandes especialistas em autoimunidade no Brasil e foi realizado, no ano de 2000, o Primeiro Consenso Brasileiro para pesquisa de Autoanticorpos em Células HEp-2. Foram realizados, de lá para cá, 6 Consensos brasileiros e essa iniciativa inspirou a realização do Consenso Internacional de Padrões de FAN (International Consensus on Ana Patterns), realizado a partir de 2014.”

“Deste modo, são 20 anos do consenso brasileiro com foco na atuação do laboratório, especialmente na realização do procedimento técnico, na qualificação da caracterização dos padrões e na emissão dos laudos. O consenso atua também junto à comunidade de médicos que interpretam esses achados”, finaliza o especialista.

Os profissionais da área estão convidados a participar dessa oportunidade ímpar de atualização e discussão sobre o tema. Para receber o certificado de participação, os interessados podem inscrever-se gratuitamente na página do evento. Participe!

Suscríbase a nuestro boletín

Reciba publicaciones relevantes sobre laboratorios, soluciones para
gestión de la calidad y optimización de la gestión empresarial.

INICIAR SESIÓN
AVISO DE COOKIES

Usamos cookies y otras tecnologías similares para mejorar su experiencia, posibilitando una navegación más personalizada, de acuerdo a las características y su interés.

Para obtener más información, consulte nuestra Política de privacidad y seguridad.

PRM 0009

Productor de Material de Referencia Certificado

Controllab está acreditado como Productor de Material de Referencia Certificado (MRC) desde 2016 por la Coordinación General de Acreditación (CGCRE) de Inmetro, con el Nº PMR 0009. La evaluación de esta conformidad se realiza según los requisitos establecidos en las normas ABNT NBR ISO 17034 e Inmetro, garantizando así la competencia para la producción de los MRC, de acuerdo al Alcance de Acreditación.

Esta acreditación testifica la competencia técnica de Controllab en la producción de MRC, de acuerdo con los requisitos internacionales y le permite ser reconocido en otros países, según los acuerdos de reconocimiento mutuo, estrechando las barreras técnicas entre Brasil y los demás países de los Continentes.